Trilha sonora

domingo, 7 de agosto de 2011

Sonar


O sonar, nome de origem inglesa a partir de Sound Navigation and Ranging, é hoje um instrumento de localização a partir de ecos de ultra-sons muito usado na navegação. Empregado para a localização marinha de obstáculos e submarinos, foi muito empregado durante a Segunda Guerra Mundial, quando todos os navios eram equipados com sonar.
Dois tipos de sonar são utilizados: o sonar ativo e passivo. O sonar ativo emite um som, e mede o tempo decorrido até que o pulso retorne após ser reverberado. O sonar passivo apenas recebe ondas. A frequência de transmissão varia se o objeto está perto (alta frequência) ou se está longe (baixa frequência).
Os primeiros passivos sonares foram desenvolvidos pelo americano Lewis Nixon (1861-1940). Como finalidade, Nixon pretendia ouvir rangidos de icebergs e detectar submarinos.
Já os sonares ativos foram desenvolvidos com a finalidade de evitar novas catástrofes como o ocorrido com o Titanic em abril de 1912.
Empecilho ao sistema deve-se a variação de velocidade de propagação do som decorrente às condições da água, que acabam por gerar curvas e deformações das curvas gráficas.
Durante o século XX foram construídos sonares capazes de mapear o fundo oceânico, oferecendo a profundidade e a forma do fundo oceânico, por meio de sonares que produziam imagens em preto e branco. Hoje são utilizados satélites para elucidar as formas oceânicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário